Notícias

Publicada: 16/11/2017

5 razões para não contratar um seguro em banco

Engana-se quem acredita que está fazendo um bom negócio contratando um seguro diretamente na agência bancária. Durante muito tempo, alguns mitos se fortaleceram neste mercado e ainda atraem consumidores que não pesquisam antes de adquirir o serviço. Neste artigo, listamos cinco razões para não contratar um seguro em banco. Confira!

Falta de opções - Bancos, em geral, somente trabalham com a sua própria companhia seguradora. Portanto, não oferece ao cliente opções na hora de contratar o serviço. Refém de uma única alternativa, o consumidor acaba sendo ludibriado por ofertas que, muitas vezes, não são vantajosas. Para o diretor da Fenacor (Federação Nacional dos Corretores de Seguros), Carlos Vale, "é a maior ilusão pensar que, no banco, o seguro é mais barato". Na verdade, explica, passa-se a ideia de que não há intermediários e, por isso, o custo seria menor. Essa ideia é falsa, pois todo banco tem a sua própria corretora cativa, que depende de metas de vendas e que, por estar vinculada ao banco, nunca irá atender ao cliente final, dono da apólice de seguro.

Falta de conhecimento - gerentes de banco não são profissionais qualificados para fazer a cotação de um seguro. Não sabem quais detalhes devem se ater, o que perguntar e até o que oferecer. Limitam-se ao básico de coberturas comuns. Além de vender seguros, ele também tem várias outras metas e, portanto, também será uma pessoa com quem o segurado não irá poder contar depois da contratação do serviço. Além de não dispor de tempo, não poderá fornecer as devidas informações e assistência durante a vigência do seguro, pois não tem conhecimento técnico para isso.

Apenas o corretor é autorizado - Quem rege o mercado de seguros, no Brasil, é a Susep - Superintendência de Seguros Privados. A autarquia exige que somente corretores credenciados podem comercializar apólices. Desta forma, quando o cliente procura uma agência bancária, inevitavelmente terá a sua cotação e seu contrato efetivados por um corretor. A diferença é que, nos bancos, este comprador não poderá conversar diretamente com o profissional e também não receberá o atendimento devido durante todo o período de validade do seguro que fizer.

Pós-venda - Somente as empresas corretoras ou profissionais autônomos de corretagem de seguros vão lhe garantir total assistência durante a vigência da apólice. Segunda via de documentos, como a carteirinha do segurado, mudanças de dados, como endereço e telefone, alterações na apólice, como acréscimo de motoristas que dirigem o mesmo veículo: todos estes são pequenos exemplos de necessidades que podem ocorrer com o portador de um seguro. Ao contratar o serviço em um banco, ele não terá a devida orientação e assistência necessária para resolver. Se você não quer ter nenhuma preocupação, deixe-as com o seu corretor. Ele é quem irá pesquisar as soluções para suas necessidades durante o tempo em que estiver segurado.

Preço - Finalmente, a razão que vem importando mais nestes tempos de crise: o custo. Engana-se quem pensa que um seguro feito em banco é mais barato. Ao contrário, os corretores são os profissionais mais eficientes na busca pela melhor alternativa para o cliente. Ele levará em consideração vários dados que, na maioria das vezes, os gerentes bancários não se atentam. Além disso, os corretores tem um leque de opções que permite escolher não só produto mais em conta, mas também aquele que irá atender o seu cliente em todas as suas necessidades.

Quando for contratar um seguro observe as seguintes dicas:

Procure um corretor com referência. Dê preferência por alguém com boas indicações.
Verifique, no site da Susep, se o corretor ou empresa de seguros está devidamente credenciado no órgão. O link está no final deste artigo. 
Salve-o!
Forneça o máximo de informações para seu corretor. Ele precisa saber tudo a respeito do bem que você quer assegurar. Desta forma, além de permitir que ele encontre a melhor opção em cobertura, pode também achar alternativas mais baratas.
Mantenha seu seguro em dia. Se não fizer a quitação integral no ato da contratação, mantenha as parcelas em dia. O atraso no pagamento pode acarretar a perda de bônus de renovação, que são descontos valiosos.

Conclusão

Os seguros são a melhor forma de proteger seu patrimônio. E já que você está disposto a pagar por esta proteção, por que não fazê-lo com quem realmente entende do assunto? Na Fedrizzi Seguros você encontra todas as alternativas em seguros, com os melhores preços. 

Fontes: Susep e CQCS
Link para verificar o registro do corretor de seguros: http://bit.ly/2lo95Xm